AVENTURA DE APRENDER

Site da Alefe

BLOG

FILMES ANTIGOS ASSISTIDOS EM 2016

Posted by aventuradeaprender on November 7, 2017 at 7:50 PM Comments comments (0)

FILMES ANTIGOS ASSISTIDOS EM 2016


No ano de 2016 assisti a muitos filmes, mas vou dividir a resenha entre os antigos e os recentes pra não ficar muito cansativo. Também assisti a alguns que deixarei para resenhar depois porque assisti novamente esse ano (2017) e tenho mais detalhes para escrever.


A maioria dos filmes cristãos antigos estão disponíveis no youtube ou em transmissão on line em outros sites. Descobri que vários dos atuais são quase remakes de muitos deles.


Entretanto, o que chama a atenção nos filmes cristãos antigos é que eles são mais reais e menos triunfalistas. A maioria dos atuais também são bons, mas principalmente os mais famosos relatam um mundo de fantasia com o qual não podemos nos identificar. Comentei um pouco sobre isso quando resenhei “Deus não está morto”.


Os filmes estão organizados pela ordem em que os assisti.




Um estranho na floresta


Robbie e Suzie são obrigados a morar com a avó após um trágico acidente. Um dia, Lucas, um urso enorme, chega conquistando corações e roubando comida por toda a cidade. Quando o armazém é roubado todos desconfiam do urso, mas terá sido ele o ladrão?


O filme começa com um casal em viagem de férias com seus dois filhos adolescentes (Robbie e Suzie). Dentro do carro eles começam a conversar sobre Jesus, mas o pai diz que só vai se converter quando estiver pronto. Assim que termina de falar isso acontece um acidente.


Um ano depois descobrimos que o casal morreu, mas os filhos sobreviveram e por isso estão morando com os avós. Nesse tempo, Robbie se tornou um cristão fervoroso e fez amizade com um urso. O garoto lhe deu o nome de Lucas porque aprendeu nesse livro da Bíblia lições importantes sobre quanto Deus nos ama e cuida de nós, muito mais do que cuida dos animais.


Suzie, sua irmã, não quer saber de Deus e está tendo um caso com um forasteiro que todos desconfiam esconder um grave segredo. O filme inteiro é a luta do menino para cuidar do uso e protegê-lo de um vizinho que o odeia porque acredita que o urso arrombou e destruiu sua loja.


A história, apesar de ser infantil, tem uma atmosfera bem triste e pesada, e por isso, totalmente realista. Já no começo deixa claro que não podemos desperdiçar as oportunidades que Deus nos dá porque depois pode ser tarde demais. Há outros momentos ao longo do filme que mostram isso. Também é abordada a importância de confiar no amor e na providência de Deus; que Ele deseja que demonstremos esse Amor até para aqueles que nos odeiam; e que não podemos mentir porque a Verdade cedo ou tarde vem à tona.


Spoilers:


No final o urso morre ao tentar escapar de um barco com explosivos, Suzie se converte, o forasteiro revela que foge de pessoas que ele mesmo contratou para matá-lo e Robbie faz as fazes com o vizinho que se converte sensibilizado com a atitude de perdão do garoto. O forasteiro resolve fugir e sofre um acidente igual os pais das crianças no início do filme depois de dizer que não é o tempo de aceitar a Cristo porque não está pronto.




Ômega code


De acordo com muitos, a Bíblia contém informações sobre o futuro, profetizando até eventos que direcionam ao fim do mundo. Os livros apocalípticos de Daniel e Revelações predizem que 'aquele que controlar Jerusalém nos últimos dias, controlará o mundo'. O que aconteceria se alguém pudesse usar as mais avançadas tecnologias para finalmente decifrar essas profecias, quebrar o código e descobrir o futuro dessa história? Omega Code fala sobre estes eventos.


O filme fala sobre um pesquisador que estava pesquisando o código da Bíblia, mas foi assassinado. Depois mostra uma espécie de pregador motivacional da nova era chamado Gillen que declara crer no código, mas não na Bíblia. Ele ficou traumatizado porque a mãe dele era cristã, mas morreu tragicamente em um acidente.


Gillen começa a ajudar um político emergente da União europeia, chamado Stone que quer implantar a nova ordem mundial. Entretanto, pra isso ele precisa do código da bíblia para se tornar o anticristo e controlá-lo. Gillen, porém, descobre suas intenções e tenta impedi-lo.


Essa é a história básica do filme sem dar spoilers. Depois disso praticamente só tem perseguições. O que achei estranho é que mostra o anticristo e as duas testemunhas, mas não tem marca da besta, falso profeta, pragas nem nada disso... E termina simplesmente do nada!


Gostei bastante do ensinamento de que Deus se importa muito mais com uma fé infantil e sincera do que com conhecimento bíblico. Entretanto, como acontecimento apocalíptico não tem quase valor nenhum.


Spoilers:


Um assassino profissional mata Stone e acusa Gillen, que foge sendo ajudado pelas duas testemunhas. Enquanto isso, Stone “ressuscita” se tornando de vez o anticristo. Por fim, Gillen clama por Jesus e começa o milênio de Cristo. Mas cadê o Apocalipse?




Subindo a montanha


Este filme espiritualmente edificante, fotografado nos majestosos Alpes suíços, tem uma mensagem de amor e perdão que ganha vida de uma forma emocionante através das vidas de Heidi, Peter, Hans e o entalhador suíço.


O filme fala sobre um casal de irmãos e um amigo que sobem uma montanha para encontrar com um ancião que eles chamam de avô e que os ensina a Bíblia e a esculpir.


Só que um dos cachorrinhos do menino maior morre e o do menor sobrevive. Então o menino maior fica com ciúme e empurra os dois de uma montanha. A garotinha fica com raiva e não consegue perdoar.


Spoilers:


O garoto maior se converte ao ver o exemplo do “avô” e do garotinho que ele empurrou. A menina, impactada, finalmente perdoa e todos voltam a brincar juntos.




Teste de fé


Taylor Michell, para ficar na faculdade, precisa desesperadamente de uma bolsa de estudos. Dr. Heinlein, seu professor de física, insiste que Taylor abandone suas "mitológicas" ideias religiosas e criacionistas e comece a pensar baseado em "fatos" dentro de "métodos científicos". Sua nota final dependerá de seu desempenho no trabalho sobre "Evolução" do Dr. Heinlein.


Taylor tem se perturbado com as constantes pressões de seu professor, sobre seu ponto de vista não científico do criacionismo. Teste de Fé ou compromisso com a verdade? Será que o Dr. Heinlein está certo? A fé será mesmo um pensamento científico? Será que Taylor passará no teste? Como você enfrentaria esta situação?


Esse filme é claramente a inspiração para o “Deus não está morto” porque a história é idêntica, mas com uma grande diferença: não é triunfalista.


Taylor mora na fazenda com os pais e consegue uma bolsa de estudos para cursar física na faculdade da cidade. Entretanto, um professor começa a hostilizá-lo dizendo que a fé é incompatível com o conhecimento, mas ele rebate e sofre discriminação pela sua fé. O colega de quarto dele começa a buscar a Deus e ler a Bíblia inspirado pelo exemplo.



Spoilers:


No final, o professor manda Taylor fazer um trabalho sobre a origem da vida com a intenção de reprová-lo. Ele faz, mas colocando os princípios da fé. Taylor volta para a casa dos pais para aguardar o resultado. Então o filme mostra o professor lendo impressionado e o garoto recebendo em casa a carta dizendo que foi aprovado.




Clamor na montanha


Larry Sanders promete ao seu filho Cal, uma maravilhosa viagem de caiaque através da paisagem selvagem e exuberante do Alasca. É uma grande oportunidade para se divertirem, apreciarem as belezas naturais e reforçar o relacionamento entre pai e filho. Mas nem descendo as perigosas corredeiras, o problema, que deixara tão longe dali, não sai da cabeça de Larry: seu casamento estava desmoronando e o divórcio, eminente. Neste momento, uma fração de segundo muda as suas vidas: o acidente sério, o desafio de buscar ajuda, o feroz urso defendendo seu território e o misterioso homem da montanha se tornam personagens desse momento onde algo precisaria acontecer.


A sinopse já conta praticamente toda a história do filme que pode ser contada sem dar spoilers.


O ensinamento principal é que não podemos nos fechar nos nossos próprios problemas e decepções e nos isolar dos outros porque muitas vezes de onde menos esperamos vem a solução que por tanto tempo procuramos. Devemos ajudar aos outros porque assim Deus também nos ajuda.


Spoilers:


O misterioso homem da montanha é um cristão isolado que vive triste porque a mulher morreu e o filho saiu de casa. Entretanto, ao ajudar pai e filho, tem a oportunidade de ir para a cidade assistir pessoalmente uma pregação de Billy Graham porque ele só escutava pelo rádio. Além disso, enquanto o pai se recupera sua esposa renova o compromisso com Cristo e desiste do divórcio.




Secreto: só para garotos


Os três amigos queriam um clube secreto: "Só Para Garotos", mas a menina que joga beisebol com eles quer ser membro também, e faz tudo para conseguir seu objetivo - Mentiras e mais mentiras resultam das tentativas de barrar a menina, e esconder a verdade dos pais. Até que uma prenda de iniciação mal pensada, coloca tudo em risco, incluindo as suas próprias vidas. Será que Deus pode agir no meio de tanta confusão? Veja como Mike, Cris e Jonh aprendem o significado de ser cristão.


O nome original desse filme é “hapiness is” que significa “Felicidade é” por causa do hino tema. Esse hino aqui no Brasil foi traduzido como “Satisfação total”.


É a história de um grupo de três amigos e uma menina chamada Patty que sempre brinca com eles. Só que chega um garoto novo ao bairro chamado John Wesley. Então eles têm a ideia de criar um clube secreto apenas para garotos.


Patty fica com ciúmes e quer participar também, mas os garotos impedem. Então o filme todo mostra ela aprontando de um lado pra entrar e eles de outro lado pra não deixar, o que gera inúmeras confusões.


Mesmo todos os garotos frequentando a igreja desde crianças a maioria ainda não firmou um compromisso com Jesus. Um dos momentos mais marcantes do filme é quando o avô tranca John Wesley no porão. Então ele se lembra do que ouvia na igreja e clama pra que Jesus seja Sua Luz.


Depois disso ele conta a experiência para os outros meninos que finalmente decidem se comprometer com Cristo. Mike chega até a comentar que nunca quis se converter porque não se sentia pronto, mas finalmente entende que nós nunca estaremos prontos e a vida cristã é uma caminhada constante.


Apesar de a história ser bem simples gostei muito do filme porque mostra a alegria e inocência típica das crianças, e isso me encanta.


Spoilers:



As crianças bolam uma prova de iniciação para Patty sabendo que ela não ia ser aprovada, mas tudo dá errado e eles ficam em perigo. Depois finalmente entendem que ser cristão não é ser perfeito, que vamos errar e cair mesmo e por isso precisamos sempre pedir perdão a Deus pra que Ele nos capacite a não pecar. No final as crianças desfazem o clube e todos voltam a brincar juntos.




O crime do século


Logo na véspera da temporada do acampamento gospeI, seu diretor descobre que um dos funcionários não é crente. Será que é o encarregado da piscina, a enfermeira, o cozinheiro, o técnico de esportes, a secretária, ou o jardineiro? Até um detetive particular é contratado para resolver a confusão. Esta comédia vai mexer com sua curiosidade, vai divertir e também desafiá-Io.


Os funcionários de uma igreja foram para o sítio que ia acontecer o acampamento com antecedência pra organizar tudo antes dos irmãos chegarem. O problema é que um livro do diretor chamado “como se tornar um cristão” desapareceu.


Então isso significa que alguém não é um cristão verdadeiro e por isso roubou o livro para que pudesse aprender. É aí que o nome do filme começa a fazer sentido. Na verdade “século” na Bíblia significa era e quem não quer se converter está cometendo um crime eterno contra Deus.


Quase me senti dentro de um livro de Agatha Christie porque a forma usada pelo detetive pra investigar é idêntica. Ele conversa com todos os suspeitos, mas um sempre acusa o outro de não ser cristão por uma falha específica. Se ninguém assume ser o culpado e ainda acusa o outro, o detetive e o telespectador tem um trabalho daqueles pra resolver.


Spoilers:


No final todos confessam que se sentiram incomodados pelo ponto em que estavam errados e entraram no gabinete do diretor para ver o livro, mas não pegaram. O culpado confessa quando o detetive faz uma encenação acusando o diretor. O cozinheiro diz que não é cristão e só escuta louvor, mas quer ser. No final o detetive fala com o expectador que não gostou do filme pra se examinar.




Hoomania


Hoomania é uma maravilhosa e animada fantasia para crianças baseada no livro de provérbios. É o melhor filme infantil pela academia cristã de artes cinematográficas. Através de sua fantástica aventura, Kris aprende que "sabedoria" significa escolhas responsáveis com seus pais e amigos, e um profundo desejo de agradar a Deus.


Kris quebrou uma vidraça enquanto brincava, mas não quer contar para os pais com medo de ser castigado. Então ele procura Sam, um amigo que é inventor e cientista, e ele lhe dá um jogo sobre “Provérbios” para brincar. Assim que começa é sugado para dentro do jogo. O objetivo é chegar aos portões da sabedoria e escapar dos atalhos, armadilhas, falsos amigos e distrações. No começo ele vai mal, mas recebe ajuda e consegue.


Na verdade é uma mistura de filme com desenho porque no mundo real é filme, mas dentro do jogo é desenho.


Spoilers:


De volta na casa do cientista ele diz que é apenas um jogo de realidade virtual e o aconselha a voltar pra casa porque perto de tudo o que enfrentou contar de uma janela quebrada não é nada. No final mostra a caixa do jogo e os personagens conversando lá dando a entender que foi tudo real mesmo.




Detetives da Fronteira - Luzes misteriosas na Chapada dos Navajos


Próximo a uma pequena aldeia no deserto, aonde um avião de guerra B-17 se encontra estacionado perto de um velho restaurante e posto, um mistério começa a desenrolar. No começo havia apenas uma estranha voz de um antigo rádio, mas logo surgiram desaparecimentos que ninguém podia explicar. Então luzes misteriosas apareceram na Chapada dos Navajos e o xerife, estranhamente, se recusa a falar sobre o assunto. Quatro moradores da aldeia decidem investigar... Quatro amigos que se acham capazes de solucionar os mistérios... Quatro adolescentes que se chamam: Os Detetives da Fronteira. Mal sabiam que estavam sendo sugados por uma encrenca sinistra com consequências internacionais. Uma aventura cativante e misteriosa onde a garotada aprende os princípios bíblicos do perdão.


O pai de Mark era piloto, mas desapareceu em um voo. Quando ele se mudou com a mãe para um vilarejo criou uma turma de detetives com os amigos.


Eles resolvem investigar um caso de um roubo no museu e de ondas desconhecidas em um rádio, mas em uma das investigações um dos meninos é atacado por algo que parecia uma nave de luz e ele pensa que é um OVNI, mas ninguém acredita. Até que ele é atacado de novo junto com o xerife que nega tudo mesmo tendo presenciado.


Spoilers:


No final descobrimos que se tratava apenas do FBI que estava investigando o roubo no museu e as transmissões no rádio eram comunicações dos bandidos no subsolo. O xerife sabia de tudo, mas não podia falar porque era confidencial e por isso tentava desacreditar e afastar as crianças do caso.





Detetives da Fronteira - Fugindo da lagoa de fogo


Mike sumiu! Winnie, Ben e Spence acham a sua bússola na sujeira de um velho e abandonado hotel da cidade. Pior ainda, o carro usado na fuga de um roubo de banco, no dia anterior, está estacionado no mesmo hotel. Os Detetives da Fronteira embarcam numa busca desesperada atrás de Mike, um dos integrantes mais importantes da turma... Mas o tempo é curto e as chances remotas no deserto grande e quente. Um busca perigosa... A imagem de um jaguar com asas... Chamas no céu do deserto... E uma trilha de pistas que levam a um lugar selvagem, abandonado e assustador. Fugindo da Lagoa de Fogo é uma história empolgante de sobrevivência e esperança. Uma história de coragem. Uma história de fé em Deus e a diferença que Ele faz em tempos de crise.


Esse filme não tem suspense como o outro, mas também é muito bom.


A sinopse já conta praticamente tudo o que acontece. O foco é mostrar a luta de Mike pela sobrevivência e pra confiar em Deus em momentos de adversidade.


Sei que a série tem um terceiro filme chamado “A lenda do pé grande”, mas não achei em lugar algum ainda.




A hora da Verdade


Chegou para Norman sua "Hora da Verdade" - o momento quando os poderes das trevas estão detidos pelos anjos de Deus em resposta as orações dos crentes. Neste momento, Norman está aberto para um encontro com Cristo - mas é só um momento que passa. Dos anjos aprendemos sobre a doença que infecta a humanidade e do plano do Mestre. Ouvimos das dores de Norman como filho de um divórcio e experimentamos a luta espiritual pela sua alma.


O filme se passa ao mesmo tempo no céu e na terra. É um anjo instruindo outro sobre a humanidade. O anjo instrutor explica que Deus prepara todas as pessoas ao longo da vida para a hora de conhecer o Evangelho da forma que será melhor para elas entenderem e aí cabe a cada um aceitar ou recusar.


Então ele vai demonstrando através da vida de um jovem chamado Norman que demorou a conhecer o Evangelho porque foi desprezado pelo pai e a forma que a pessoa enxerga o pai da terra influencia em como ela vê a Deus. Depois mostra a contagem regressiva da hora que a pessoa escolhida pra evangelizar (um colega de faculdade) fala com ele.


O anjo explica que muitos só têm uma chance. Só discordei um pouco nessa parte porque a maioria das pessoas tem muitas chances, mas é óbvio que oração aumenta muito porque amarra os poderes das trevas que buscam cegar e enganar ao mundo.


Spoilers:


Norman não aceita quando o colega prega o Evangelho para ele. Imediatamente seus colegas começam a orar através do telefone e ele finalmente crê em Cristo enquanto está sozinho em casa.




A Travessia


Qual é a coisa mais importante na vida? Essa é a pergunta que Jason Reynolds e seus colegas devem responder para um discurso na classe. Entretanto, quando Jason vê o seu melhor amigo Matt lutar uma batalha de vida ou morte com leucemia, a questão torna-se muito mais do que um esforço acadêmico.


Matt está no hospital em estado terminal com leucemia. Ele tenta falar algo com seu amigo Jason, mas morre antes de conseguir dizer o que é a coisa mais importante da vida. Jason, no entanto, está muito interessado em saber o que o amigo queria falar e por isso fica muito triste.


A história do filme pode parecer meio fantasiosa em alguns pontos, mas é bem impactante e nos faz refletir de que não podemos esperar para falar com as pessoas sobre Jesus porque depois pode ser tarde demais.


Spoilers:


Matt aparece pra Jason em sonho e diz que vai mostrar o que queria dizer. Primeiro o leva em uma sala de registros de pecados; depois em um julgamento dos pecados e por fim aos pés da Cruz pra explicar que Jesus pagou o preço da nossa redenção. Mesmo sendo apenas um sonho, Jason acorda acreditando em tudo o que viu e decidido a se converter. Só que ele tenta contar para os outros amigos e ninguém acredita. O filme termina com ele dando uma palestra na classe dizendo que Jesus é a coisa mais importante da vida.




Da noite para o dia


Esperanças e sonhos de Stephen Arrington foram perdidos em um pesadelo de más decisões, companhias e ações ruins.

Stephen passou de herói a vilão, perdeu sua honra e autoestima e encontrou-se preso no mundo dos traficantes de drogas. Ele tinha que escolher entre prata e chumbo – dinheiro sujo ou uma bala na cabeça.

O primeiro vislumbre de esperança surgiu quando agentes antidrogas encurtaram sua carreira fora da lei. Arrington encontrou as portas fechadas de uma prisão federal que lhe ofereceu uma chance de encontrar seu caminho “Da Noite Para O Dia”. Sua descoberta do perdão ajudou a recuperar sua autoestima e levou-o para a realização de seus sonhos.

“Da Noite Para O Dia” prova que há uma esperança para o caído e jeito de escapar para o preso. Você será inspirado com novas razões para acreditar no perdão, amor paciente e direção de Deus.


A sinopse do filme já conta praticamente toda a história. Mostra apenas um rapaz sendo preso e vivendo anos na cadeia até a chance de absolvição em uma audiência com juiz e promotor.


Então ele conta que fez amizade por acaso com um traficante e foi envolvido no esquema sem querer, mas quando quis sair não conseguiu mais porque foi ameaçado.


O filme é meio parado e arrastado em alguns momentos, mas é uma ótima reflexão de como até mesmo as adversidades que aparecem no nosso caminho podem ser oportunidades dadas por Deus. Fica claro que a prisão foi o lugar que Ele escolheu pra dar a oportunidade de redenção para Stephen.


Spoilers:


Na prisão, Stephen clamou pelo sangue de Jesus e se converteu entendendo que foi o lugar preparado por Deus. Depois só mostra que ele saiu e realizou o seu sonho de ser nadador como os peixes.




Como leão que ruge


Como Leão Que Ruge é um filme dramático que conta a história de Cathy Chambers. Ela tem 16 anos, é nova na cidade e só quer se encaixar. Entretanto, ela enfrenta novas pressões quando ela tenta fazer amigos em uma nova escola. Usada por seus novos "amigos", ela dá de cara com o álcool, as drogas e as pressões sexuais. Mais do que um filme sobre pressão negativa, esse filme dramático vai entreter os telespectadores, uma vez que demonstra métodos comprovados para tomar boas decisões no contexto do amor e do perdão de Deus.


Cady está sozinha em uma nova cidade e tudo o que mais quer é se encaixar na turma da escola, mas sem abrir mão dos valores cristãos. Os colegas, por sua vez, querem sua companhia, mas a abusam pra que abra mão das suas crenças cometendo pecados que a maioria acha “normal”.


A resposta para a garota vem através de um seminário da igreja chamado “como resistir à pressão dos semelhantes”. Então junto com ela aprendemos estratégias de como manter as pessoas por perto sem, no entanto, fazer o que elas fazem: manipular o controle da situação, dar desculpas, fazer piadas...


Spoilers:


Cady começa a gostar de um garoto e é quase abusada por ele, mas ao longo do filme ele aprende a respeitá-la. No final, eles começam a namorar e ele aceita começar a ir à igreja com ela pra aprender sobre Deus.




Se os pássaros não cantassem


É uma linda história de ternura e afeto! Debbie era uma garotinha que nascera numa família em que todos tinham talento musical, menos ela. Sentia-se muito diminuída por causa disso. Ela sente a pressão da família para que se saia bem num recital, mas teme o fracasso e a rejeição de sua mãe. Mas os conselhos de sua sábia Professora de piano fazem com que ela veja que foi Deus quem nos fez diferentes uns dos outros, e nos aceita como somos. Deus considera cada um de nós uma pessoa muito especial. “Ouça a natureza!” – diz a professora – “Como seria o mundo se Deus não permitisse que os pássaros cantassem, mesmo não sendo perfeitos? No entanto, os diferentes sons, produzidos pelos pássaros, mesmo os mais estranhos, formam uma maravilhosa sinfonia.” O importante é desempenharmos o papel que Deus determinou para nós na vida, da melhor maneira possível.


Toda a família de Debbie tem dons musicais, mas o que ela gosta mesmo é de brincar com sapos na lagoa.


Seus pais contratam uma professora pra que ela aprenda piano e participe de um recital. Mesmo sem querer, a garota se esforça ao máximo para aprender.


Spoilers:


Debbie passa muita vergonha no recital, mas pelo menos sua família entende que ela não tem esse dom. Então resolve aprender a adestrar sapos para participar de uma corrida, mas também não ganha.




Entre voos


Três crianças desacompanhadas estão "plantadas" em um aeroporto e devem lidar com a raiva, frustração e com o peso da responsabilidade e medos sobre o futuro adulto.


Uma adolescente está cuidando dos irmãos menores no aeroporto enquanto espera o avião pra visitar a casa do pai porque depois do divórcio eles moram com a mãe.


Um garoto que está na fila se interessa por ela e tenta puxar assunto dizendo que passou pela mesma experiência e até ficou doente, mas o médico o evangelizou e Jesus o ajudou a superar tudo. Ela se interessa pela conversa, mas é só ele começar a evangelizar que ela se irrita e tenta fugir.


Spoilers:


Mesmo ela fugindo do rapaz, eles acabam um do lado do outro no avião e terão mais uma oportunidade de conversar.




Uma alta sem estragos


MIKE - No colégio é bom no basquete e sabe viver sua fé.

HOLLY - namorada de Mike. Em Deus ela não crê, mas tem ideais e bons princípios.

O Professor de biologia diz coisas do tipo: "Sabes, a mente humana é o que há de mais evoluído." O colega Ben escreve seu trabalho de final de curso sobre "A mais alta função do Cérebro Humano". Este filme é o resultado dos pedidos feitos por jovens e líderes de jovens em toda a América: "Deem-nos um filme que faça pensar.”.


Infelizmente a sinopse do filme não é muito clara sobre a história e por isso vou tentar explicar um pouco mais.


Fala sobre um garoto chamado Ben e sua amiga, que tentam influenciar a turma a respeito de Deus e não conseguem. Então eles oram junto com o pastor de jovens na igreja e imediatamente após, o professor dá uma aula sobre o cérebro na escola.


Na aula, ele explica que o cérebro é totalmente desproporcional ao corpo e parece ser projetado pra durar muito mais que a nossa vida. Então eles veem nisso uma ponte de evidência da criação divina.


Eles resolvem pesquisar e descobrem que a mesma área do cérebro estimulada pelo uso de drogas (ficar “alto”;) é estimulada pela adoração e isso significa que somos incompletos porque só Deus pode nos preencher. A intenção de Ben é apresentar o trabalho na classe para os demais alunos como uma forma de evangelismo.


“A maior fonte de Poder na terra necessita da capacidade de entender e controlar a si mesmo”


Spoilers:


O professor não deixa Ben apresentar o trabalho para a turma porque dá nota insuficiente dizendo ser muito fraco. Só que mesmo assim os colegas se interessam e pedem pra ele ler na casa deles.



No ano de 2016, eu assisti a alguns outros filmes antigos além desses, mas não falarei sobre eles. Alguns porque já havia comentado anteriormente e não houve mudanças de pensamento, e outros porque não consegui assistir completos por serem muito ruins. No entanto, há dois deles que não encontro mais absolutamente nada e por isso vou comentar com spoilers o que lembro:


O primeiro chama “Santa Terezinha do menino Jesus”. É um filme católico, mas gostei. Quando Teresinha era criança buscava agradar a Deus com pequenas atitudes até que adoeceu do nada. Pouco tempo depois da sua recuperação, ela diz que a infância acabou e passou a se preocupar mais em orar e ajudar aos outros do que consigo mesma. Então ela tem o desejo de entrar para um convento porque acredita que servirá melhor a Deus lá, mas ainda era muito nova (tinha apenas 15 anos) e precisou pedir autorização até para o papa. A igreja abre uma exceção e permite, mas a vida se torna bem mais difícil porque fazem de tudo pra que ela desanime. Entretanto, não dá certo porque ela se mantém muito firme. Nessa parte até me lembrei um pouco de algumas experiências que tive.


O outro filme chama “Quando as lágrimas caem”. Fala sobre uma família que foi toda assassinada na frente da filha criança. O assassino se converte e vai pedir perdão pra menina, mas ela não aceita. Depois o filme mostra o processo de conversão dele e a vida dela na nova família. Até que ela cresce e se casa com o irmão de criação. Então o cara recebe uma carta da moça na prisão dizendo que ela se converteu e o perdoou. Só achei um pouco estranho porque ela já era cristã, mas talvez não tivesse assumido um compromisso com Jesus ainda. No final, a moça e seu marido o visitam na cadeia. O filme foi tão impactante que eu até chorei quando assisti. Na época pesquisei e descobri que foi feito de forma independente por uma igreja em 1999. Entretanto, hoje não acho mais nada.


FILMES ASSISTIDOS EM 2015

Posted by aventuradeaprender on October 1, 2017 at 10:50 PM Comments comments (0)

FILMES ASSISTIDOS EM 2015


Antes de postar as resenhas devo fazer um pequeno esclarecimento. Em 2015 assisti alguns filmes a mais do que os dessas resenhas, mas eles não foram marcantes nem para o bem nem para o mal. Muitos deles até dormi de tão ruins que eram e outros em nada acrescentaram (apenas propaganda espírita ou sustos sem propósito). Assisti também a três filmes cristãos: “A cura pela Graça”, “Nova esperança” e “Parada inesperada”. Divertiram um pouco, mas foi bem clichê e não me marcaram. Por isso não tenho comentários sobre eles.




A entidade 2


Courtney, uma jovem mãe solteira e superprotetora de dois gêmeos de 9 anos, se muda com os filhos para uma casa em uma área rural de uma pequena cidade. Logo, ela descobre que o local foi palco de estranhos acontecimentos e que sua família está marcada para morrer.


O filme é bom, mas não tanto quanto o primeiro que foi muito forte e impactante pra mim. Como penso que todos os que estão lendo essa resenha já assistiram ao anterior não hesitarei em dar spoilers.


No primeiro filme, um escritor de livros sobre eventos sobrenaturais se muda com a família para uma casa onde anos antes uma criança matou a família inteira em um incêndio e logo depois desapareceu. Durante o filme entendemos que existe um demônio que corrompe a inocência das crianças e a faz matar a família se tornando sua prisioneira e mantendo o círculo de crimes. O problema é que o policial e nós achamos que o ataque seria na casa que estavam morando, mas na verdade acontece quando se mudam. Na casa do crime anterior tudo o que fazem é perturbar, mas não podem atacar.


A lição de tudo isso é mais do que clara: não é fugindo dos problemas que eles são resolvidos. Demônios, pecados, erros e todo tipo de coisa ruim devem ser enfrentados. O filme não entra em detalhes, mas o poder do mal só pode ser vencido através do Poder de Deus. Pesquisei e vi que o filme foi feito por cristãos. Então mesmo que implícita a mensagem está lá. A missão do escritor seria lutar contra e desmascarar, mas a covardia falou mais alto e por isso sua filha foi possuída e matou toda a família.


Em “A entidade 2”, o protagonista é um policial amigo desse escritor personagem do filme anterior. O problema é que ele foi demitido porque ajudou na pesquisa além de ter se tornado o suspeito número um do crime. Por isso, ele assume a liderança da investigação do caso determinado a entender o que matou seu amigo.


Ele viaja pra casa onde o escritor morou e descobre que Courtney (uma mãe que foge com os filhos gêmeos do marido violento) está morando lá. Na casa, as “crianças possuídas” e o demônio já estão influenciando um dos irmãos para continuar a sina da maldição. Enquanto isso, Courtney e o policial começam a ter um envolvimento e são constantemente perseguidos pelo ex-marido. Não vou falar mais nada porque é um filme famoso e facilmente encontrado.


Farei apenas um comentário: como já disse, o primeiro filme mexeu muito comigo por causa da mensagem espiritual totalmente bíblica. Entretanto, fiquei com bastante dó das crianças que parecem ter sido simplesmente usadas pelo demônio sem ter escolha alguma. Esse filme preencheu totalmente essa lacuna de forma clara e inquestionável.


Spoilers:


O demônio escolhe um dos gêmeos, mas o garoto simplesmente não aceita (“não quero ficar como vocês.”;) e por isso ele se volta para o outro irmão que já demonstrava ser perverso. Isso mostrou que as crianças tiveram sim escolha e não foram vítimas indefesas.

O pai violento os sequestra durante o filme, mas a mãe e o ex-policial vão atrás. Então a criança mata o pai, mas toda a família escapa. O demônio furioso destrói o garoto porque ele não conseguiu matar a todos. Só que no final quando parecia estar tudo bem o demônio aparece de novo e o filme acaba ficando no ar se ele voltou ou se foi apenas uma lembrança ruim.



Chamada não identificada (ou chamada desconhecida)


Quem sou eu? Esta é a pergunta que assombrará Colin Miller e sua família ao longo dos próximos 90 minutos. Colin, um homem de negócios muito bem sucedido, que, apesar de um casamento fracassado, tem tudo o que quer: uma casa totalmente multimídia e high-tech, um carro esportivo caríssimo e sua filha pequena por perto. Quando ele tem a noite para ficar com sua filha - sua ex-esposa a deixa na porta da casa para ir jantar com seu novo namorado -, um telefonema muda tudo. No display do celular, a pessoa que está ligando não pode ser identificada. Do outro lado da linha, uma voz misteriosa avisa Colin que há uma bomba sob a casa e que todos os movimentos dentro da residência estão sendo monitorados. Começa um jogo de adivinhação mortal, já que além da bomba, há um atirador de prontidão, mirando Colin e sua filha o tempo todo. Para sair dessa, ele terá que descobrir quem está fazendo essa ligação. O tempo está correndo!


A sinopse do filme já conta praticamente toda a história que podemos saber sem dar spoilers. Gostei muito, talvez pela semelhança com “Deus existe” que já resenhei nesse site.


Quando Colin recebe a ligação, o atirador diz que qualquer um pode entrar, mas ninguém pode sair, mandar mensagem ou ligar. Então diz que vai jogar um jogo e que ele tem que descobrir quem é através de algumas pistas que daria. No começo ele ignora, mas depois aceita. A situação se complica quando envolve a ex-mulher e o atual namorado dela. É até meio engraçado ele tentando explicar a situação para os dois sem conseguir.


As tais pistas do assassino são a melhor parte do filme todo. Através delas entendemos que não podemos ter a obsessão de sermos os melhores em tudo passando por cima dos outros para conseguir nossos objetivos porque quando humilhamos as pessoas ou somos coniventes podemos deixar marcas difíceis de serem curadas.


No final o mistério é resolvido e o filme tem um final bem feliz além de tudo o que poderíamos pensar em uma história desse tipo. Ele deixa claro que devemos valorizar nossa família e não apenas dinheiro, carreira e posição social.


Spoilers:


A primeira pista diz que Colin deve achar a foto da pessoa que o fez ser quem é e ele acha logo, que é o pai. Foi o pai dele que sempre o ensinou a ser o melhor em tudo e ele cresceu com essa obcessão, querendo ser o melhor e passando em cima dos outros. As outras pistas são colegas de turma que ele humilhava ou ajudava a humilhar.

A ex-mulher de Colin e o atual namorado dela só entendem o que está acontecendo quando são feridos e aí resolvem ajudar. Todos conseguem sair de casa e encontram o atirador em uma estátua. Então Colin fala que descobriu, que o tal na verdade é um ex-amigo de escola também. Aí ele tira a máscara e revela que atualmente trabalha em uma área que seria desapropriada por causa do trabalho de Colin. Quando ele ataca, o atirador acaba caindo lá de cima e morre.

No final mostra que Colin voltou com a mulher, o outro com outra mulher e as crianças brincando juntas. Ao longe um rádio falando que o negócio havia sido desfeito.



 


Cidades de papel


"Cidades de Papel" é uma história sobre amadurecimento, centrada em Quentin e em sua enigmática vizinha, Margo, que gostava tanto de mistérios, que acabou se tornando um. Depois de levá-lo a uma noite de aventuras pela cidade, Margo desaparece, deixando para trás pistas para Quentin decifrar. A busca coloca Quentin e seus amigos em uma jornada eletrizante. Para encontrá-la, Quentin deve entender o verdadeiro significado de amizade – e de amor.


Confesso que assisti sem muitas expectativas porque já sabia que se tratava de um filme adolescente, mas até que foi interessante. Lógico que devemos ignorar as partes claramente anticristãs e que mostram pecados como coisas normais na vida dos jovens.


Quentim tem três melhores amigos e admira Margo, a vizinha perfeita. Eles eram muito amigos quando crianças, mas se afastaram com o tempo. Só que ele nunca conseguiu esquecê-la e sempre a idealizava.


Um dia Margo apareceu no quarto de Quentim e pediu seu carro emprestado para andarem juntos pela cidade se vingando de todos que a prejudicaram. O problema é que no dia seguinte ela desaparece e ele fica como responsável de toda confusão.


Quentim acredita que Margo deixou pistas para ele encontrá-la e vai procurá-la junto com os amigos. Então eles descobrem uma cidade de papel e viajam atrás dela.


Foi bem interessante também o conceito das tais “cidades de papel”. Pelo que entendi são lugares fictícios que eram colocados pelos criadores de mapas para que soubessem quando seu trabalho foi plagiado.


Não vou contar o que acontece no filme, mas a lição que fica é como muitas vezes idolatramos apenas aparências sendo que nossa verdadeira felicidade e satisfação estão mais perto do que possamos pensar.


Spoilers:


Os amigos desistem e voltam, mas Quentim continua até encontrar Margo. Então ela disse que deixou as pistas pra dizer que estava bem, mas não eram pra ele decifrar nada e que todo mundo idolatra ela sem motivo porque na verdade ela é muito frágil e precisou desaparecer pra se encontrar. Depois ele volta pra festa de formatura pra se divertir com os amigos e meio que fica em aberto se eles vão se ver de novo ou não.




Divertida mente


Riley é uma garota divertida de 11 anos de idade, que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem deixar a sua cidade natal, no estado de Minnesota, para viver em San Francisco. Dentro do cérebro de Riley, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, o Medo, a Raiva, o Nojinho e a Tristeza. A líder deles é Alegria, que se esforça bastante para fazer com que a vida de Riley seja sempre feliz. Entretanto, uma confusão na sala de controle faz com que ela e Tristeza sejam expelidas para fora do local. Agora, elas precisam percorrer as várias ilhas existentes nos pensamentos de Riley para que possam retornar à sala de controle - e, enquanto isto não acontece, a vida da garota muda radicalmente.


Eu gostei tanto do filme que até tenho dificuldades em falar sobre ele, mas vou tentar.


Riley precisa se mudar com os pais para uma nova casa, mas sente muita falta da antiga porque não consegue se adaptar. Só que o filme foca em mostrar as “pessoas” que vivem dela, as suas emoções: Alegria, Tristeza, Medo, Nojinho E Raiva.


Tudo o que acontece com a menina é por causa das emoções. Até então a “Alegria” era a chefe e por isso tudo ia bem, mas depois de uma briga ela e a “Tristeza” são banidas da sala de controle e Riley começa a ficar estranha porque “Raiva” assume o comando e destrói tudo de bom que ela já teve até agora.


Alem das emoções, o filme mostra as ilhas de personalidade (família, honestidade, amigos, hóquei e diversão)... Essas ilhas são o que equilibram a vida de Riley, mas podem ser destruídas por completo se as emoções estiverem fora de controle.


A ideia geral do filme é mostrar o quanto todas as emoções são importantes para o pleno desenvolvimento humano, mas precisam estar equilibradas. A alegria é importante, mas descontrolada é alienação e imaturidade; A tristeza em excesso é depressão, mas controlada gera o arrependimento e quebrantamento; a raiva equilibrada se indigna com o erro, mas descontrolada se transforma em ira que é pecado; o nojo e o medo servem para nos proteger dos perigos, mas em excesso se torna em preconceito e pânico.


Claro que não pude deixar de associar com o desenvolvimento e maturidade espiritual. Uma fé que busca negar as tristezas e dificuldades é extremamente imatura, mas a verdadeira alegria é só Deus que pode dar porque ela não está nesse mundo.


Além disso, para Deus nos dar o verdadeiro e definitivo, primeiro Ele precisa nos quebrantar (destruir para reconstruir). Outro ponto interessante de reflexão é que a única forma de as emoções serem verdadeiramente equilibradas é se estiverem submetidas ao controle do espírito (e isso vale para a mente e a vontade que também fazem parte da alma juntamente com as emoções).


Spoiler:


Riley resolve fugir de casa com o dinheiro que roubou da mãe e todas as ilhas são destruídas. Quando a “Alegria” e a “Tristeza” voltam pra sala de comando, a “Tristeza” assume fazendo a garota ficar triste, o que gera o arrependimento e aí tudo é refeito, mas fica diferente dando a entender que acabou a infância e começou a adolescência com um sistema mais complexo.





Escrevendo uma nova vida (ou uma carta para você;).


Maggy é uma adolescente rebelde que almeja pelo sucesso de sua banda de rock, ao passo que sua mãe não aprova a música. Quando ela recebe uma carta misteriosa pelo correio, de remetente desconhecido e um conteúdo que a encanta, ela passa a procurar o autor da carta. Sua surpresa é encontrá-lo em uma casa de repouso. Suas experiências a partir daí passam a mudar seu modo de ver a vida.


Maggy é uma adolescente que vai muito mal na escola e vive maltratando a mãe porque a única coisa que ela se importa é uma banda que faz parte junto com o namorado.


Então ela recebe uma carta dizendo o quanto é importante, mas não conhece a pessoa que mandou. Investigando, descobre que é de um senhor chamado Sam. Ele mora em um asilo e tem como ocupação escrever cartas pra pessoas desconhecidas.


No começo Maggy reluta, mas aos poucos se tornam muito amigos e confidentes. Através de Sam, ela descobre aos poucos que está errada. Além disso, perde tudo o que tinha: a banda, o namorado, os amigos...


Entretanto, algo a intriga porque Sam diz que ela deve continuar seu trabalho, mas não consegue escrever absolutamente nada.


“E essa chave é sua e somente sua...”.


Eu gostei bastante do filme, mas esperava mais pra uma produção que se diz cristã. O filme mostra os valores, mas não fala nada de Jesus especificamente.


Spoiler:


Quando Sam morre, Maggy finalmente entende que deve mesmo usar o seu talento, que é cantar, mas pra ajudar os outros e não pra se promover. O talento dele era escrever e o dela é cantar, mas todos são importantes porque podem impactar a vida dos outros.




Exorcistas do Vaticano


Angela Holmes corta seu dedo e vai parar na emergência quando a infecção do ferimento faz com que ela comece a agir de forma estranha. O padre Lozano examina a moça e acredita que ela está possuída. Mas, ao tentar exorcizar o demônio, o Vaticano descobre que a força satânica em Angela é mais forte do que eles imaginavam.


O começo do filme que fala sobre a atuação maligna na terra e o apocalipse em forma de documentário é mais interessante do que o filme inteiro.


A história é sobre uma jovem que se corta e começa a atrair o mal pra si e para os outros até que sofre um acidente e fica em coma por 40 dias. Quando acorda começa a agir de forma estranha matando pessoas só com a sua presença.


Primeiro tentam um tratamento psiquiátrico e depois um exorcismo, mas não adianta porque podemos inferir que ela morreu no acidente e um demônio ocupou o corpo. O que não dá pra entender é como alguém fica possuído dessa forma só por causa de um corte no dedo...


A história do filme é bizarra demais, mas mostra como o povo é facilmente enganado com sinais miraculosos. Nesse ponto lembrou bastante “o visitante” que já resenhei por aqui.


Spoiler:

O final mostra Angela como se fosse o anticristo e fazendo milagres. Ficou parecendo um aviso de que o anticristo já está na terra, mas terem colocado como uma mulher foi bizarro.





Labirinto – Desafio final


Frikke, um garoto de 14 anos, apanha uma sacola que um ciclista deixou cair. Dentro, ele descobre um jogo de computador sinistro que usa crianças reais da sua vizinhança como jogadores. Dentro desse universo alternativo, ele encontra Nola, uma jovem presa no labirinto. Começa uma corrida contra o tempo, e a única maneira de escapar desse lugar é encontrar o seu diabólico criador.


O filme conta a história de um menino (Frikke) que é chamado a participar de um jogo em que os personagens são crianças reais presas dentro dele, mas ele é visto por elas apenas como um chapéu falante. O objetivo é achar a saída senão as crianças seriam mortas.


Enquanto investiga, o menino encontra um rapaz que foi o primeiro jogador e ele explica que isso é um truque pra decifrar o código e o jogo poder ser comercializado, e por isso precisam impedir. Depois eles descobrem que o labirinto na verdade é a cidade e as crianças vão para lá quando são fotografadas e ficam em coma por aqui. O problema é que Frikke teme terminar o jogo e não conseguir se aproximar de Nola porque ela não lembrará mais nada do jogo muito menos dele.


“Aquele que aqui está preso sua vida perde.”


A história do filme é legal, mas confusa em alguns momentos e mesmo no final deixa muitas pontas soltas que não entendi completamente.


Entretanto, o mais marcante foi mostrar como tem certas coisas que nada é capaz de apagar nem de destruir porque nos marcam profundamente. A minha professora de escola bíblica contou de uma conhecida que perdeu a memória e não se lembrava mais nem do próprio nome e da família, mas continuou sabendo perfeitamente tudo sobre sua vida cristã.


Spoilers:


No final eles descobrem que quem está por trás do jogo é um fotógrafo que usa uma câmera antiga, de propriedade de Frikke (mas não explica de onde saiu a câmera e porque acontece isso, só fala que é do avô;). Então percebem que o melhor é realmente jogar e sair de lá. Quando conseguem fotografam o fotógrafo e prendem-no para ele não conseguir mais sair. Eles decifram o código e entendem que são palavras (peixe, fechado, preguiçoso e manuscrito) formando uma frase em latim que significa “aquele que aqui está preso sua vida perde”.

Frikke começa a gostar muito de Nola, mas teme dela não se lembrar de nada quando acorda do coma. Um dia andando na rua eles se encontram e ela lembra dele: chama de “Chapéu” e diz que não sabe porque está chamando assim, mas sente como se conhecessem e tivessem vivido muitas coisas juntos.




O despertar da fé


Através dos amigos, Thomas conhece Jessie, uma menina cristã que se muda para o bairro, e logo os dois se aproximam. Thomas parece estar vivendo um sonho ao lado da mulher que ama, com os amigos e sua mãe. Mas o vazio interior e as frustrações pessoais que o mundo não pode satisfazer, ele perde o controle e se vê em uma vida mundana e sem valor. Quando sua mãe, que o criou sozinha, sem pai, diz que eles vão ser despejados, ele resolve lutar e fazer justiça com as próprias mãos e comete um delito. Só que Deus tinha planos perfeitos para a vida dele. O homem menos provável a ajudar Thomas se torna seu profeta e mostra a misericórdia divina e a compaixão que só Jesus pode dar. Ele é convidado a fazer Aliança com Jesus Cristo e voltar a viver na verdade e sinceridade.


Thomas sempre usou de violência pra se defender e resolve assaltar um idoso chamado Charlie pra ajudar a mãe, mas logo se arrepende e se entrega na polícia. Entretanto, ele descobre que o idoso não deu queixa e ele se surpreende e resolve devolver a carteira que roubou.


“O lado bom é que você quer fazer o que é certo, mas o problema é que você não sabe o que é certo”.


Charlie começa a lhe ensinar e inspirar através do verdadeiro testemunho cristão. Thomas, aos poucos se entrega tornando-se discípulo dele até que se converte. Depois busca evangelizar aos amigos que vivem perdidos no mundo das drogas.


“Uma das primeiras coisas que você deve entender é que cada escolha, não importa se for pequena, é um passo importante. Tem um monte de influências lá fora: familiares, amigos, até mesmo os filmes que você assiste e todos têm suas próprias mensagens. Seu trabalho é fazer as escolhas certas e ignorar as mensagens que vão colocar você no caminho errado.”


Gostei muito do filme porque mostra como verdadeiros exemplos são capazes de inspirar quem vive no caminho do pecado até mesmo mais do que longas pregações. Só fiquei curiosa pra saber o que aconteceu no final do filme porque acaba na melhor parte.


“Tudo tem uma mensagem e cada mensagem influencia você... O que você pensa afeta o que você faz”.


 


O preço da liberdade


No ano de 2030, Estados Unidos deixou de ser um país laico. As igrejas foram substituídas por uma igreja universal em que o cristianismo é proibido. O governo silencia toda a verdade e vê aqueles que se atrevem a falar sobre sua fé como terroristas que devem ser caçados e destruídos. Apenas um homem, Zach Thompson, tem a coragem de defender a verdade. Com a ajuda de seu amigo Aaron, um especialista da Marinha com conhecimentos de informática, Zach elabora um plano para quebrar o bloqueio do governo sobre rastreio religioso, mas proclamação da fé de Zach vem com um preço pesado. Preso por um funcionário do governo cruel, Capitão Jack Johansen, Zach permanece focado em sua missão, mesmo com a morte batendo à sua porta.


Eu pensei que é um filme apocalíptico, mas não é porque não tem nem besta nem marca como nos outros desse tipo. No começo achei bem confuso porque não estava entendendo direito, mas logo tudo fica mais claro.


O filme fala sobre uma lei de tolerância religiosa que foi criada nos EUA e serviu de pretexto para a perseguição aos cristãos e a criação de uma única igreja estatal.


No começo, um homem é preso e interrogado acusado de atentado terrorista. Então vai alternando entre o interrogatório e a história. Descobrimos que ele se chama Zach e se converteu a Cristo através de uma pregação de rua, quando era ainda pré-adolescente, ao ver o pregador sendo preso sem motivo algum. Quando cresce funda uma igreja.


Aaron é um gênio da tecnologia e muito amigo de Zach. Eles criam juntos, um projeto pra transmitir simultaneamente em todas as TV’s e computadores uma pequena pregação. É por causa desse projeto que Zach é preso porque algo deu terrivelmente errado.


Achei muito interessante porque mostra claramente que a tão pregada tolerância nos dias atuais é um mero pretexto pra intolerância ao cristianismo. Hoje já vivemos em uma sociedade que tolera tudo menos a verdade cristã. Isso é sem dúvida é uma prévia do que virá no governo do anticristo. Não é o caso do filme, mas a situação é idêntica.


Spoiler:


O governo, desconfiado, colocou uma agente pra infiltrar entre eles e namorar Aaron, mas ela também acaba vendo que estão certos e desiste da missão. Aí juntos os dois transmitem para o país todo, os maus tratos na prisão e a lei é revogada.





O predestinado


Um agente temporal encara sua última missão após anos de viagens no tempo caçando criminosos e executando a lei. O desafio final será finalmente capturar seu inimigo mais desafiador, o homem que há muito o intriga e ludibria.



Sinceramente foi um dos filmes mais doidos que já vi. Não sei nem contar a história direito.


Trata-se de um agente temporal que precisa viajar no tempo para capturar um terrorista chamado “detonador sussurrante”. Ele faz parte de uma espécie de agência secreta do governo formada por agentes que viajam no tempo para prevenir crimes horríveis antes que aconteçam. Seu objetivo é desarmar uma bomba que explodiu em Nova York em 1975, mas não consegue.


Depois de uma cirurgia plástica ele se disfarça como um bartender e volta para 1970 para procurar um homem chamado John. Em troca de uma garrafa de uísque, o tal John promete contar para ele “a melhor história que você já ouviu” (sua história).


John já foi mulher (Jane), mas quando se apaixonou e engravidou descobriu que era hermafrodita, e teve o sexo trocado. Por causa disso, vive frustrado (a) porque seria recrutada por um programa do governo só pra gênios e a gravidez atrapalhou. Então o agente temporal oferece pra ele/ela a chance de voltar no tempo para se vingar.


 

Calma que isso é só a ponta do iceberg. Ainda há muito mais reviravoltas. Uma das partes mais interessantes é um diálogo no bar:


“Quem veio primeiro? O ovo ou a galinha? O galo”.


Isso é uma clara alusão a Deus porque assim como o resultado do paradoxo está fora do paradoxo; o sentido da vida está fora da vida, ou seja, em Deus, que é o Criador da vida.


Outra lição muito importante que o filme joga na nossa cara é que o único responsável pelo nosso fracasso somos nós mesmos e por isso não adianta culpar a família, a sociedade, as circunstâncias, o diabo e muito menos a Deus! Deus faz o melhor por todos o tempo todo. A escolha de aceitar ou recusar é unicamente nossa, e no fundo sabemos disso! Não, o filme não fala isso claramente, mas que fiquei pensando eu fiquei.


Sem dar spoilers, percebi que o filme faz uma clara referência à operação do erro que consiste em criar o problema para dar a solução. Essa é uma forma típica do diabo agir que se intensificará durante o Apocalipse. Pra quem não entendeu vou dar um exemplo: suponhamos que alguém quer se passar por herói. Então esse alguém explode algo e logo depois aparece pra salvar. É como dizer que para existir o herói precisa haver o vilão porque ambos fazem parte da mesma coisa. Sim, eu sei que é confuso... Mas sabemos que o diabo age assim e vemos isso claramente nesse filme.


Outro ponto importante é o conceito totalmente satânico do “ouroboros”: a cobra que morde o próprio rabo. É uma imitação blasfema da eternidade (como tudo o que satanás faz). Resumindo, isso quer dizer que o diabo sempre perde e mesmo assim nunca desiste porque nós podemos desistir e essa é a vitória dele. O diabo sabe que diante de Deus é um nada e por isso a forma dele guerrear é afrontar a humanidade. Aprendamos da única “virtude” que podemos dizer que o diabo tem: a perseverança!


Spoiler:


Resumo do filme: alguém levou a si mesmo para um orfanato. Depois esse alguém tentou recrutar a si mesmo para um programa do governo e se apaixonou por si mesmo e teve um filho de si mesmo que foi roubado de si mesmo. Aí no futuro esse alguém procurou a si mesmo para viajar para o passado e destruir a pessoa que arruinou sua vida, ou seja: si mesmo. No final esse alguém mata a si mesmo e continua vivo.

 

Objetivo: provocar crimes para se passar por herói para o governo eliminando as várias versões de si mesmo para ser o melhor agente que já existiu. Robert não queria se destruir senão apenas cometeria suicídio. O que ele fez é o mesmo que o diabo faz: criar um problema e oferecer a solução. Assim é fácil demais e mesmo assim somos enganados constantemente.


A blasfêmia do filme está em equivaler o comportamento do diabo com o de Deus. O galo tipifica a Deus, mas Robertson tipifica o diabo e o filme quer mostrar que ambos são o mesmo. Seja anátema!





O vendedor


Este filme relata a missão especial de um homem que veio alertar toda a humanidade de um fim próximo, mas infelizmente nem todos querem ouvi-lo. Você verá o que acontecerá com aqueles que ouviram e o fim daqueles que o rejeitaram. Emoção, ação e tensão.


Mesmo sendo um filme cristão assisti apenas para passar o tempo porque confesso que julguei pela impressão de parecer ser de péssima qualidade, mas eu estava errada. Apesar de ser uma produção independente não é cansativo e soube como surpreender.


O filme mostra a vida de várias pessoas ligadas entre si que precisam de Deus em suas vidas, mas todas estão em situações impossíveis de serem resolvidas. Confesso que fiquei confusa em alguns momentos porque são muitos personagens.


O tal “vendedor” dá a entender que é um anjo enviado dos céus pra ajudar essas pessoas. Aqueles que aceitam a mensagem têm suas vidas mudadas através de um milagre operado pela fé em Cristo. Entretanto, mesmo apesar de todas as oportunidades alguns ainda resistem.


O que mais gostei é que o filme demonstra que não há situação que Deus não possa resolver ou perdoar e há esperança até mesmo para as piores pessoas.


Deixa claro também que Deus move as situações pra dar oportunidades de conversão na linguagem e na situação de vida que cada um receberia melhor. Por isso ninguém tem desculpa de que não sabia ou não foi avisado.


“Quem deu crédito à nossa pregação?” Isaias 53.1


Quando pensamos que está resolvido o filme ainda guarda uma surpresa daquelas para o final, mas não posso dar detalhes aqui.


Spoilers:


No final um bandido chamado Maverick quer ensinar um garoto a roubar e o manda atacar a maleta de um pastor, mas lá dentro tem um relógio escrito “o tempo está se esgotando”. O tal bandido xinga e briga com o menino porque ao invés de dinheiro ele roubou um relógio sem valor algum. Só que surpreendentemente o tal grita que o pregador está certo e quem corre atrás de dinheiro só se dá mal. O coitado do rapaz fica desorientado, mas quando o pastor some vemos que se trata do mesmo “anjo vendedor” que pregou o Evangelho na linguagem que os dois compreenderiam melhor.




Sem sentido


Depois de se mudar para uma pequena cidade rural no interior do país, o carrancudo Joel Bixby é convidado a participar de um encontro de moradores que acontece em um ponto mais distante da localidade. Acostumado a viver sozinho, Joel se impressiona com o espirituoso Leo Applegate e fica com receio de ir à reunião. Sem saber que foi escolhido como substituto de um membro do grupo que acabou de falecer, Joel conhece os frequentadores do encontro e cai de paraquedas nas estranhas vidas deles, sem entender direito o motivo de eles se reunirem sempre. Porém, essa proximidade com o cotidiano de todos acaba revelando o que cada um deles guarda para si e Joel vê algo de comum entre todos eles, inclusive ele próprio: de algum modo eles se perderam na vida. Entre os novos amigos de Joel estão o deslumbrado Dink, que está entrando em contato com seu lado feminino e ama sua esposa careca, o ex-pastor Perry, que está vivendo uma crise de fé, e o instável Nick, que perdeu seu trabalho e sua família. E conforme suas vidas se cruzam, Joel percebe que tem mais em comum com eles do que imaginava e todos querem algo semelhante: algum tipo de milagre.


O filme realmente é sem sentido, chato e confuso.


Vi claramente pessoas totalmente desorientadas e perdidas por não aceitarem o trabalhar de Deus na vida delas. Entretanto, de tão ruim acaba sendo bom por mostrar o que a falta de Deus faz: deixa a vida sem sentido.


Gostei muito de uma frase sobre os elefantes que fazem sons que ninguém escuta alem deles mesmos. O nome original se fosse traduzido seria: “sinais dos elefantes”.


Isso mostra que o tal grupo servia para atrair pessoas com problemas diferentes, mas que no fundo era a mesma coisa: vazio existencial por causa da falta de Deus.




Tomorrowland


Uma adolescente curiosa e inteligente encontra um broche e é transportada para uma realidade paralela repleta de robôs e invenções futurísticas. Com a ajuda de um cientista que já visitou Tomorrowland, ela tenta descobrir os segredos do futuro.


Filme muito interessante e bonito, mas ao mesmo tempo extremamente perigoso. Devo alertar que é do mesmo roteirista da série leftovers (uma versão satírica do arrebatamento) e Prometheus (uma versão blasfema da criação). Não assisti nenhum dos dois, mas sei muito bem do que se trata.


O filme começa com um senhor (Frank) contando uma história e uma adolescente (Casey) interrompendo toda hora.


Então entendemos que Frank, quando era criança em 1964, participou de uma feira de invenções. O problema é que ele teve o seu projeto recusado, mas uma menina chamada Athena o ajudou a ir para um mundo totalmente futurista onde tudo era possível.


Depois, Casey conta que nos dias atuais quando foi presa por violar uma propriedade do governo pra ajudar o pai achou um broche e foi para o mesmo lugar. Ela começa a investigar o que aconteceu, mas depois de muita confusão é encontrada pela mesma menina de 1964 (que na verdade é um robô;).


Athena diz pra Casey que deve procurar Frank, mas ele não quer saber de mais nada. Então descobrimos que “Tomorrowland” era um projeto que deu errado, mas não explica como direito nem como deu errado nem o que era realmente.


Percebi claramente uma total apologia ao cientificismo e materialismo como se fosse a solução para os problemas da humanidade, o que é claramente uma mentira porque o único remédio é Jesus.


Entretanto, o que mais me chamou atenção é uma hora quando explicam que o mundo está acabando porque recebemos as notícias e nada fazemos para impedir. Isso é totalmente verdade. Os sinais dos tempos estão claros, mas ninguém percebe nem se importa e quando percebem vira apenas entretenimento e piada até mesmo dentro das igrejas.


O filme fala a verdade de que não devemos ser apáticos e apenas esperar o mal acontecer, mas o Apocalipse é bíblico e não pode ser impedido. Tentar mudar o mundo com as próprias forças é uma clara afronta a Deus. Utopias como o comunismo estão aí para provar isso.


E o que podemos fazer? Evangelizar, pregar, ensinar, fazer boas obras, denunciar, alertar, guerrear... E tudo o mais que Deus orienta! Isso não é pra impedir o Apocalipse, mas pra que mais pessoas sejam salvas e/ou atinjam a maturidade cristã.


Não adianta querer mudar o mundo. Devemos não resistir á Graça de Deus pra mudarmos a nós mesmos através da conversão e santificação. Isso sim impactará os outros a fazerem o mesmo. A verdadeira “terra do amanhã” será apenas quando Jesus voltar.


Spoiler:


No final, eles reativam “tomorrowland” dizendo que devem ser encontradas pessoas que são capazes de não desistir dos seus sonhos e os broches são espalhados. Então mostra falando como se fosse para o telespectador fazer parte disso também.



TOME CUIDADO

Posted by aventuradeaprender on March 22, 2017 at 6:50 PM Comments comments (0)
DICA DE FILME


Tome cuidado (assistido em 2017)


Sarah Miller equilibra sua vida profissional com as tarefas da família, mas quando ela começa a receber textos e fotos em seu celular como ameaças, sua vida perfeita começa a se desfazer. Sem poder provar para a polícia as chantagens que está sofrendo, pois as mensagens são automaticamente apagadas depois de abri-las, Sarah decide descobrir sozinha quem está por trás de tudo isso.


 

Sarah tem a vida aparentemente perfeita ao lado do marido Kurt e da enteada Teri. Ela trabalha como publicitária em uma agência juntamente com sua secretária Julie. Entretanto, a empresa está passando por um momento de crise e demissões são anunciadas. É óbvio pra ela que tanto a secretária perfeitinha quanto o colega insuportável querem tomar o seu lugar. Além disso, ela desconfia que tanto Julie quanto uma vizinha estão interessados em seu marido.


Em meio a toda essa situação, Sarah descobre que está sendo seguida porque passa a receber pelo celular diversas fotos de sua rotina e, além disso, percebe que sua casa tem sido invadida porque o invasor faz questão de deixar suas marcas em pequenas alterações. Para ela, é mais do que óbvio de que tudo isso é pra deixá-la preocupada para não conseguir trabalhar direito e ser demitida. Ela até tenta chamar a polícia, mas como as fotos são enviadas por um aplicativo que apaga automaticamente nada pôde ser provado a não ser uma foto impressa que parece não representar ameaça alguma.


"O que angustia mais é a espera. Não o resultado.”


Sarah se vê sozinha sem a ajuda da polícia e até mesmo do marido que começa a desconfiar de que ela está paranoica. Por isso resolve investigar por conta própria pra tentar salvar seu emprego. Entretanto, isso é só o começo porque logo as ameaças ficam perigosas de verdade e colocam em risco a família que tanto ama. Ameaças de sequestro, bomba relógio, um carteiro que não trabalha no correio, um policial que busca ajudar e descobrem que morreu há cinco anos...


Enfim, vou parar de contar por aqui... Parece que estou dando spoiler, mas não estou. A verdade que o filme revela é mais chocante do que tudo o que possamos pensar e as surpresas serão inevitáveis. Entretanto, precisamos prestar bastante atenção se não é impossível entender todos os desdobramentos.


"As fotos não podem te machucar, mas as pessoas sim.”


Spoiler:


O tempo todo Sarah se faz de vítima, mas na verdade é a vilã. Ela é a chefe de um grupo de assassinos profissionais que gostava de fotografar suas vítimas mortas para se satisfizer. Entretanto, o grupo estava sendo investigado e ela formou uma família pra sair de cena. Só que um dos policiais que havia perdido o emprego por investigar o caso conseguiu encontrá-la e mostrar que ela não poderia fugir. Pra isso seguiu e mandou as fotos, se passou pelo chefe que havia morrido, se passou pelo funcionário do correio e tentou marcar com ela um encontro.

O filme realmente nos engana e o susto é garantido. A única hora em que dá pra desconfiar é quando Sarah fica brava com a enteada porque ela está brincando no armário. No final descobrimos que era ali que ela escondia sua arma e ficou com medo da garota achar. Fora isso, o engano é completo e total.

OS ESCOLHIDOS

Posted by aventuradeaprender on January 31, 2017 at 7:55 PM Comments comments (0)

DICA DE FILME




Os escolhidos (assistido em 2014)


A família Barret leva uma vida pacata e tranquila no subúrbio, mas isso começa a mudar quando uma série de estranhos e misteriosos eventos passa a fazer parte de sua rotina. A família acaba descobrindo que existe uma terrível e mortal força atrás dela e precisará lutar por sua sobrevivência.


A família Barrett é composta pelo pai Daniel, a mãe Lacy e os dois filhos. O mais velho: Jesse, e o mais novo: Sammy. Daniel está desempregado e por causa disso vive brigando com a sua esposa.


Eles tinham uma vida relativamente normal até que eventos estranhos começam a acontecer. No começo parecem mais brincadeiras e pouco tempo depois se tornam provocações e ataques diretos. O pai sempre acha que é coisa das crianças querendo chamar atenção. Entretanto, depois de ouvir interferências em uma gravação aceita ir com a esposa a um especialista.


Ele diz que a intenção dos extraterrestres é levar o membro da família que foi contatado primeiro e que quando esses fenômenos acontecem é porque já estão sendo observados há muito tempo.


"Existem duas possibilidades: ou estamos sozinhos no universo, ou não. Ambas são igualmente aterrorizantes."


O especialista também fala que a única forma de tentarem se salvar é manterem-se unidos porque eles gostam de separação e isolamento. Até nisso esses bichos são idênticos aos demônios porque um dos nomes do diabo é divisor e acusador.


Ele só erra quando explica que a escolha das entidades é aleatória. Não é! Eles só mexem com quem procura por ocultismo (abre a porta para demônios), quem vive em pecado deliberadamente (mata a consciência que ativa a Graça preveniente) e com os predestinados do mal (pessoas que os demônios acham que têm o direito porque os antepassados os serviram). É importante deixar claro que Deus dá a escolha pra todos e apenas o diabo gosta de anular o livre arbítrio. Até mesmo os “predestinados” podem escolher servir a Deus mesmo se tiverem contatos na infância (foi o que aconteceu comigo).


“Você acha que um rato de laboratório se pergunta o que ele tem de especial enquanto cientistas inserem ondas de choque em seu cérebro?”


Depois o filme mostra a família tentando sobreviver ao ataque, mas não conseguem porque eles não buscam refúgio em Deus que é o Único que poderia salvá-los. Ainda assim há uma surpresa de causar arrepios.


Apesar do filme não ser cristão mostra claramente como extraterrestres são malignos e agem da mesma forma que conhecemos ser típica dos demônios. É interessante notar a tradução do nome original: “Dark skies” = “Céus escuros”.


Pesquisando sobre o filme vi muitos comentários de que são as mesmas características vistas em filmes sobre espíritos, fantasmas e demônios. Isso mostra que as pessoas já estão percebendo que se trata de uma coisa só: demônios, anjos caídos, entidades do mal, espíritos malignos...


Muitos quando ouvem falar de demônios já têm logo aquela imagem de um ser vermelho, com chifres, rabo e um tridente. Entretanto, essa descrição não é real. Na verdade, eles são inteligências extraterrenas e totalmente malignas. O único intuito deles é se alimentar do nosso medo e dos nossos erros porque é só assim que conseguem atingir a Deus, nosso Criador: provocando nosso sofrimento e nos afastando d’Ele que é a Única fonte de Amor, bondade, perdão e Salvação.


Spoiler:


Todos (inclusive o expectador) pensam que o alvo é o filho mais novo porque é quem demonstra estar sendo contatado, mas na verdade é o mais velho que desde pequeno já dá sinais que ninguém notava como viver sempre doente e desenhar extraterrestres.

O VISITANTE

Posted by aventuradeaprender on January 30, 2017 at 7:55 AM Comments comments (0)

DICA DE FILME




O visitante (assistido em 2014)


Antioch. Há 3 anos Marian Jordan foi assassinada, sendo que os criminosos nunca foram encontrados. Isto fez com que o pastor Travis Jordan, seu marido, perdesse a fé em Deus. Subitamente milagres acontecem na pequena cidade. Michael Elliot, o filho de uma veterinária, Morgan Elliot, que recentemente chegou em Antioch, poderia ter morrido em um acidente de carro, mas não teve um arranhão. Coisas milagrosas como um paralítico andar, um tumor regredir e até mesmo o cão de Morgan, que fora enterrado, aparecer vivo. Em todos estes eventos três desconhecidos usando roupas pretas são vistos e Brandon Nichols sugere que ele possa ser Jesus Cristo. Os moradores de Antioch acharam que estes fatos eram um sinal divino e passam a venerar Nichols como um profeta, sem pensar que nem todo milagre é uma benção. Entretanto Travis e Morgan acham tudo muito estranho e resolvem investigar o que está ocorrendo na cidade.


Não tenho muito para falar da história porque a sinopse já diz praticamente tudo. Eu já havia assistido ao filme durante o meu período de quarentena por causa do acidente em 2008, mas decidi assistir de novo em 2014. Em 2008, infelizmente, acabou aguçando meu cessacionismo (descrença em milagres atualmente). Logicamente isso já ficou pra trás e sei o quanto eu estava errada.


Eu quis rever porque nos debates em um grupo de ufologia estávamos comentando que os sinais mostrados nos filmes para os ataques de alienígenas são idênticos aos mostrados em filmes sobre demônios e espíritos: interferências em equipamentos eletrônicos, alteração no comportamento das pessoas e dos animais, falsos milagres e prodígios... Eu nunca tinha reparado nesses detalhes específicos, mas depois percebi que na maioria dos filmes mostra todos esses sinais realmente. O último filme resenhado (sobrenatural) é outro dos inúmeros exemplos.


Apesar de o filme parecer ser um completo absurdo e exagero não é. Esse tipo de situação relatada acontece aos montes. Logicamente (e felizmente) a grande maioria se trata apenas de charlatanismo (hipnose, atores contratados, emocionalismo...) e não de coisas realmente malignas. Entretanto, ainda sim causam mal porque mata a fé das pessoas. E isso é algo que devemos combater tomando cuidado para denunciar os erros, mas amar os enganados por eles.


“Nem todo milagre é uma benção”


Nunca é demais dizer que falsos milagres e prodígios existem, mas também os verdadeiros. O diabo não perderia tempo em falsificar algo se não houvesse o real. Só fabricam bijuterias porque existem joias e ninguém perde tempo em falsificando uma nota de três reais porque elas não existem.


É oportuno comentar uma história que me causa arrepios e tem certa semelhança com os fatos do filme. No século XVII existiu um pregador puritano chamado Thomas Weir. O caso é tão absurdo que inspirou o autor de “O médico e o monstro”. Aliás, tudo o que se refere a essa época é muito nebuloso. Li em um estudo (que infelizmente só existe em inglês, mas dá pra entender pelo Google tradutor) que a história da igreja no chamado “Renascimento” é tão perversa e oculta que não está registrada em lugar nenhum. Sabemos poucas coisas, mas o suficiente pra tirar o sono de qualquer um.


O MÉDICO E O MONSTRO, E O PREGADOR SATANISTA: http://juliosevero.blogspot.com.br/2007/06/o-mdico-e-o-monstro-e-o-pregador.html


A SOCIEDADE SECRETA NA IGREJA DE SARDES: http://philologos.org/__eb-jki/tape05.htm


Pelo menos pra mim foi uma libertação porque finalmente pude entender as palavras tão duras que Jesus dirigiu pra igreja daquela época nas cartas em Apocalipse. Acho que aqui não é o momento nem o lugar adequado, mas confesso que tenho muita dificuldade em entender como alguém consegue ensinar sobre Deus e ainda assim adorar ao diabo. Esse tipo de coisa não entra na minha cabeça de jeito nenhum! Desculpem os termos, mas só gente muito burra pra fazer esse tipo de coisa. Só acredito porque está escrito na Bíblia e uma boa pesquisa em história fora dos meios oficiais revela tudo muito claramente. Além disso, já tive experiências pessoais gravíssimas nesse sentido e espero um dia ter coragem pra contar.


Spoiler:


Na verdade, o tal pregador não era profeta coisa nenhuma e sequer era cristão. Tratava-se de uma pessoa que com raiva de Deus faz um pacto com o diabo e todos os que supostamente foram curados além de terem a alma aprisionada aos demônios ainda ficaram pior depois de algum tempo.

SOBRENATURAL

Posted by aventuradeaprender on January 29, 2017 at 8:35 PM Comments comments (0)

DICA DE FILME




Sobrenatural (assistido em 2014)


Uma família, que acabou de se mudar para uma casa nova, descobre que um espírito do mal está dentro da casa ao mesmo tempo em que o filho do casal entra em coma de maneira inexplicável. Tentando escapar das assombrações e para salvar o menino, eles se mudam novamente e percebem algo terrível que os deixa desesperados: não era a casa que estava mal-assombrada.


Não se trata de um filme de terror como parece. Gostei muito de assistir, mas me frustrei um pouco porque não tem final.


O tema são as chamadas “viagens astrais”. Alguns podem pensar ser o inferno, mas não é. É como se fosse um mundo espiritual, mas só pessoas vivas são aprisionadas lá.


O problema é que, segundo o filme, se a pessoa está presa nesse mundo astral demônios tem legalidade pra possuir e usar o corpo na terra. Depois dessa explicação acompanhamos as tentativas da família de tentar fazer com que o menino acorde. No final ainda há uma surpresa que não vou contar pra não dar spoiler.


Logicamente esse filme não é cristão e tem muitos absurdos, mas a explicação do mundo astral é real e tem sido partilhada por vários irmãos nos últimos tempos. Isso explicaria também sobre certas experiências que dizem ser do inferno e biblicamente não fazem sentido. O problema é que muitos por falta de discernimento entendem tudo errado como uma adolescente que viu seus amigos vivos no inferno e entendeu que são predestinados à condenação e não deveria mais evangelizar. Na verdade o que ela viu era como os demônios estavam aprisionando-os por aqui mesmo, mas não foi capaz de discernir isso.


Esse filme é bem especial pra mim porque me ajudou a entender uma experiência que tive.


No dia 4 de dezembro de 2007 eu apresentei o trabalho de conclusão de curso do “Altas habilidades”. Após a apresentação começou a cair uma chuva torrencial. Então fiquei perambulando quase de forma automática pelos corredores da universidade ao mesmo tempo em que ouvia sem parar a frase “There's no time to change your mind” (essa é a música de um filme sobre o apocalipse que traduzindo significa “não dá mais tempo pra mudar de ideia”). No começo não entendi muito, mas logo reconheci a frase do filme. Então veio na minha mente vários alertas dizendo que não dava mais tempo, que eu havia feito minha escolha, que não teria mais como sair do caminho, que era impossível esquecer do que vivi e do que Deus falou, que tudo era o meu propósito e missão... Isso foi me oprimindo de tal forma que comecei a gritar com a alma: “Socorro! Não quero ficar aqui! Quero sair daqui!”. Na mesma hora veio o entendimento que se eu abandonasse realmente o caminho que vinha seguindo seria isso que aconteceria. Devo ter ficado cerca de uma hora e meia nesse estado até que a chuva passou e consegui voltar pra casa.


Essa experiência e nada foi a mesma coisa. Eu já tinha decidido abandonar tudo e focar apenas na igreja que já estava frequentando há uns 2 meses antes. Como quase tudo o que tinha a ver com o passado foi completamente esquecido, mas só lembrei quando assisti ao filme e por isso se tornou tão especial pra mim mesmo com todos os exageros. Sei que existe o segundo, mas não tive interesse em ver porque o roteiro é ainda mais absurdo.


Spoiler:


No final a exorcista faz com que o casal entenda que isso aconteceu com o menino porque havia acontecido com o pai, mas ele programou a mente pra esquecer tudo e agora os demônios voltaram pra completar o serviço na criança.

DEUS NAO ESTA MORTO

Posted by aventuradeaprender on January 28, 2017 at 8:15 PM Comments comments (0)

DICA DE FILME




Deus não está morto (assistido em 2014)


Quando o jovem Josh Wheaton entra na universidade, ele conhece um arrogante professor de filosofia que não acredita em Deus. O aluno reafirma sua fé, e é desafiado pelo professor a comprovar a existência de Deus. Começa uma batalha entre os dois homens, que estão dispostos a tudo para justificar o seu ponto de vista - até se afastar das pessoas mais importantes para eles.


Acredito que esse é um dos filmes cristãos mais conhecidos dos últimos tempos. Fez um relativo sucesso até mesmo entre não cristãos, mas também causou polêmica e insatisfação tanto no meio cristão quanto no secular. Algumas críticas logicamente são sem sentido, mas outras têm certa razão. Falarei sobre isso mais à frente. Quanto a mim assisti ao filme tanto em 2014 quanto na igreja ano passado (2016).


A sinopse do filme é exata em relação ao núcleo principal. Ela apenas não fala sobre os outros personagens aparentemente secundários, mas com muita importância. Temos uma banda cristã de sucesso; uma jovem que se converteu ao cristianismo pela internet de família muçulmana; um jovem chinês que começa a ter interesse por Cristo por causa dos debates; os dois pastores; a mulher que achava ter tudo e quando descobre que está com câncer se vê totalmente abandonada até mesmo pelo namorado que dizia ser apaixonado; o tal namorado que não vale nada e tem uma mãe com Alzheimer; a irmã dele que é cristã e tem um caso com o professor ateu. Se me lembro bem os personagens secundários são esses.


“Seu pecado é como uma cadeia. Só que tudo é lindo e confortável, não há necessidade de sair, a porta está aberta. Até que um dia, o tempo se esgota e a porta da cela se tranca. Então é muito tarde...”


Não vou dar muitos mais detalhes sobre o filme porque é bem famoso e fácil de encontrar. Um ponto que chamou minha atenção é que não é uma crítica ao ateísmo simplesmente (decisão de não crer). O problema está com aqueles que além de não crerem ainda querem que todos sejam iguais. Isso faz do ateísmo uma religião, o que um atentado à lógica. Outro ponto positivo é mostrar a perseguição que os cristãos sofrem tanto diretamente quanto indiretamente.


Vocês devem estar se perguntando então: qual é o problema? Os filmes cristãos atuais muitos são triunfalistas. A impressão que dá é que não estão sendo feitos tanto pra edificar ou evangelizar porque mostram situações irreais. Nisso não se diferem em nada da maioria dos filmes seculares que querem mostrar uma alternativa ao mundo real, uma fuga da realidade.


Não posso dar spoilers aqui, mas sabe quando a gente assiste e fala: “Poxa, que legal... Mas isso não pode acontecer”. É esse exatamente o caso. Além disso, ano passado descobri que esse filme é a refilmagem de um chamado “Teste de fé” de 1987. A história é idêntica, mas não é triunfalista. Mostra o mundo como ele é e cumpre exatamente o que prometeu. Já o argumento de “Deus não está morto” é igual ao de “Demônios do templo” (resenhado em 2008). Aquele lá sim é um filme de fantasia e humor com apenas uma alegoria cristã e não tem pretensão alguma de ser real. Em se tratando de realidade até mesmo “O anjo de Sardes” que tem literalmente um anjo como protagonista consegue ser mais verossímil.


Spoiler:


Confesso que ri bastante no final do filme quando Josh pergunta ao professor como ele pode odiar a Deus se não crê que ele existe. Já o final em que ele está morrendo e finalmente se converte é emocionante, mas como eu disse: não convenceria um ateu. Outra coisa que não convence nem ateus nem cristãos é toda a turma se convertendo. Isso não acontece nem em igreja...

PORTA DO CEU

Posted by aventuradeaprender on January 28, 2017 at 7:20 AM Comments comments (0)

DICA DE FILME




Porta do céu (assistido em 2014)


Uma jovem descobre um misterioso portal para o céu. Por conta disso, adquire poderes que usará para ajudar a comunidade onde vive, mas para isso terá que lidar com um sacrifício inesperado.


Esse não é um filme cristão, mas espírita. Só que mesmo assim acredito ter boas lições pra aprendermos.


Fala sobre uma garota que depois de perder o avô descobre que tem poder de curar pessoas e animais. A menina acredita que é o avô quem está curando através dela.


O problema é que depois todos começam a regredir e a maioria morre e ela também fica muito doente, como se tivesse pegado todas as doenças que curou. Esse me pareceu um alerta sincero contra os falsos milagres. Nos milagres e libertações falsas a pessoa aparentemente se livra de um problema, mas arruma outro. Ou então se livra apenas por um tempo e depois volta pior do que antes.


Então acontecem algumas coisas e ela descobre que há uma situação específica em que ela deve ajudar.


Spoiler:


Só quando ela cura quem realmente deveria e os familiares oram a Deus verdadeiramente é que ela se recupera. No final do filme ela diz que teve uma experiência, mas descobriu que não era o avô que a estava ajudando. A única parte que “estraga” é quando fala que o avô reencarnou no irmão que nasceu. Se não tivesse essa parte seria perfeito.

MANDIE E O TUNEL SECRETO

Posted by aventuradeaprender on January 27, 2017 at 7:30 AM Comments comments (0)

DICA DE FILME




Mandie e o túnel secreto (assistido em 2014)


Em 1899, a vida de Mandie e seus amigos mudam. Cherokee quer ajudá-la a fugir para uma mansão que detém os segredos de seu passado e a chave para seu futuro.


É um filme de aventura infanto-juvenil de época. Tem a parte 2 e a 3, mas nunca consegui assistir.


Fala sobre uma adolescente que foge de casa (quando o pai morre) pra procurar a mansão do tio dela. Ao chegar lá descobre que tio também morreu. Então começa uma caçada pelo testamento ao mesmo tempo em que surgem desconhecidos dizendo ser parentes.


Achei o filme muito legal, mas é tão complexa a história que não consigo lembrar muita coisa. Eles descobrem alguns mistérios, mas nem quando assisti entendi direito.

INCONDICIONAL

Posted by aventuradeaprender on January 26, 2017 at 8:05 AM Comments comments (0)

DICA DE FILME




Incondicional (assistido em 2014)


A vida de Samantha é um contos de fadas. Ela está feliz no casamento, vive em um rancho onde mantém seu cavalo amado, e as histórias que ela passou desde a sua infância se transformaram em livros. Quando o seu marido Billy é morto em um ato insensato de violência, Samantha perde sua fé e a sua vontade de viver. Mas um encontro que desafia a morte com duas crianças, e leva a um encontro com Joe, um velho amigo. Inspirado em fatos reais, "Unconditional" estrela Michael Ealy (Pense Como Eles) e Lynn Collins (John Carter - Entre Dois Mundos). Enquanto Sam assiste Joe amar e cuidar das crianças de seu bairro humilde, ela começa a entender que não importam as circunstâncias da vida, o amor sempre nos alcançará.


Samantha era uma jovem sonhadora que era autora de livros infantis e vivia a vida como um conto de fadas, mas quando o marido é brutalmente assassinado ela perde a fé. Pra aumentar a frustração dela, o culpado nunca foi encontrado.


Então um dia em que ela estava tentando se matar quase atropela duas crianças que fugiam da polícia quando tentavam assaltar um supermercado pra matar a fome. Ela os leva para um hospital e reencontra um amigo de infância que ela ajudava. Com a reaproximação, ela conhece o trabalho dele como líder do gueto que cuida das crianças. Ao ajudá-los descobre um novo sentido pra sua vida e se vê novamente apaixonada por ele e pelas crianças.


Só que nem tudo são flores. Ela suspeita de um dos jovens do gueto porque ela acha que ele é o assassino do seu marido. O filme inteiro a mostra ajudando as crianças da comunidade e tentando investigar o assassinato.


"Porque tudo que uma criança merece, é um amor Incondicional."


Spoiler:


No final ela descobre que o jovem não matou o marido dela. Na verdade, esteve com ele antes do assalto e foi ajudado, mas precisou fugir porque sabia que por ser negro seria acusado do crime.

 


REDES SOCIAIS